Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Gato Vadio | 19.09.10

O esgoto do Cais das colunas

Fui dar uma volta para esticar as pernas e apanhar sol e aproveitei para visitar os meus amigos peixes que andam ali sempre em altas correrias, todos ao molho a lutar pelas migalhas sujas de que se alimentam. E aviso já os mais susceptíveis que sou gato vegetariano.


 


Fico sempre de queixo caído, aparvalhado. No entendimento de gato não cabem as contas humanas que ditam que o esgoto exista, que desemboque mesmo ali e que entorne de facto os detritos urbanos no Tejo. Aconteceu naquele momento e ninguém ficou indiferente.


 


As gaivotas, grandes e pequenas, ficam confusas ante a mudança de cor e de cheiro da água e em vez de picados os seus voos passaram a um zig-zag mais ou menos desorientado. Os humanos, não sabiam se registavam o momento se fugiam do cheiro e enquanto indecisos ficam parados a olhar, incrédulos. E eu vadiei dali para fora, com ecos de lodo imundo e mal-cheiroso e peixes esfomeados e confusos a pairar no pensamento, e não fosse o sol do caminho, a tarde teria ficado estragada.

Autoria e outros dados (tags, etc)




moradores

 

um gato no telhado, uma humana por casa e uma erva no canteiro